top of page
  • Foto do escritorMariana Reis

Pescaria no Recanto: como funcionou?

Ter um ambiente fresco, arborizado e bem cuidado dentro de uma cidade em crescimento é um privilégio. Nossa instituição faz fronteira com a Reserva Ambiental Damião dos Santos e possui um quintal grande e espaçoso. Prezamos por esse ambiente, pois aqui desenvolvemos atividades que não são vistas em qualquer lugar. Esse é o caso da pescaria.


No dia 02 de março, nossos alunos se deslocaram até a lagoa, localizada em nosso quintal, o qual me referi anteriormente. Com muita alegria, os atendidos levaram varas de pescar e se divertiram durante todo o dia, realizando pausas para alimentação e descanso.



Pescar é uma habilidade que podemos desenvolver com a prática. Alguns gostam, outros não, porém aqui em nossa instituição a atividade se torna divertida. Nós nos empenhamos para adaptar toda e qualquer situação, de acordo com cada necessidade.



Sendo assim, as criança com dificuldades sensoriais foram incentivadas a tocar nos peixes e sentir as texturas diferentes. Aqueles com dificuldades motoras receberam auxílio para segurar a vara. Os pequenos com dificuldade de atenção e hiperatividade precisaram se esforçar para manter o silêncio e desenvolver a paciência para conseguir pegar o tão esperado peixe.



Durante toda a quinta-feira, os alunos se divertiram e desenvolveram novas habilidades socioemocionais, tão importantes para convivência em sociedade.


Confira na íntegra todos os atendidos se divertindo!






 

Doe para o Recanto Tia Marlene!


Nós precisamos de sua ajuda para continuar oferecendo atividades qualificadas, adaptadas e de extrema importância para os atendidos do Recanto Tia Marlene.

PIX AFUPACE: Aponte a câmera de seu banco e faça uma doação!

Gostou desse post?


Compartilhe para que mais pessoas possam conhecer nossa luta pela inclusão de pessoas deficientes!


bottom of page