Buscar

Os autistas em meio ao coronavírus



Como lidar com as rotinas familiares desorganizadas pelo confinamento imposto pela pandemia


Toda quebra de rotina é motivo de preocupação para pais e mães de criança autista ou com deficiências. O fechamento de escolas agora é generalizado como parte da resposta do Brasil à pandemia do COVID-19. Embora sejam etapas críticas para proteger a saúde dos brasileiros, a interrupção na rotina de crianças com autismo ou necessidades especiais pode ser incrivelmente difícil.


Mudanças a longo prazo nos horários diários podem significar uma perda de habilidades adquiridas durante a programação da escola ou levar a um aumento da ansiedade e comportamentos problemáticos. Além disso, os pais também estão inesperadamente em casa, transformando a vida doméstica em algo muito complicado e com menos opções para equilibrar todas as demandas.


Para ajudar sua família a lidar com essas perturbações significativas e aliviar os desafios relacionados, os especialistas sugerem o desenvolvimento de uma versão modificada da rotina escolar típica de seu filho, adaptada ao ambiente doméstico. A rotina também deve considerar as outras demandas dos cuidadores / pais, irmãos ou outros membros da família e autocuidado. Um equilíbrio de atividades estruturadas é o ideal, além de definir a expectativa do que acontece a seguir. Você pode usar uma programação visual para apoiar crianças com necessidades de comunicação.


Simule a rotina escolar, seguindo a ordem das atividades feitas na sala de aula


Programe o dia de acordo com o horário escolar típico do seu filho, estruturando uma rotina doméstica que siga os assuntos e atividades que seu filho normalmente faz na sala de aula. Por exemplo, se o dia dele normalmente começa com a escrita e passa para a ciência, academia, almoço, intervalo, matemática, lanche e termina com música, o ideal é seguir as atividades de aprendizado em casa nessa ordem. Os suportes visuais são grandes aliados neste momento. Peça aos professores ou prestadores de serviços do seu filho as ferramentas que eles usam na escola para que você possa recriá-los em casa.


Não deixe de incluir na rotina um tempo extra para atividades físicas para incentivar o bem-estar físico e mental, de preferência em casa, de acordo com as regras do distanciamento social. Outro ponto interessante: inclua seu filho nas tarefas domésticas para incentivar o progresso nas habilidades da vida diária. Essa pode ser uma oportunidade para aproveitar o tempo extra em casa juntos, no qual você pode demonstrar e ensinar habilidades de vida mais independentes e oferecer elogios e instrumentos de reforço abundantes pelos sucessos da criança.


Não esqueça do autocuidado: pausas são essenciais para reduzir o estresse


Quando a rotina do dia escolar estiver no lugar, faça um plano semanal para a família, de preferência com uma programação visual que seu filho possa seguir. Quando todos estão em casa indefinidamente, a compreensão mais concreta de quais dias são dias de “aprendizado” em vez de dias de “família” pode ajudar a diminuir a ansiedade e dar às crianças um senso de ordem. Manter uma programação regular durante o confinamento também facilitará a transição do seu filho de volta para a escola quando as aulas forem retomadas.


Não se esqueça de incluir um momento de autocuidado como parte do seu dia. Fazer malabarismos com as demandas de trabalho remoto ou falta de emprego, ensino à distância, cuidado dos filhos e gestão de uma casa pode afetar rapidamente a sua saúde mental e física e, por sua vez, a dinâmica social de sua família. Programe um horário todos os dias para fazer algo que te ajude a recarregar: seja uma meditação ou oração, ler um livro por prazer ou qualquer atividade que te ajude a se sentir melhor. Além disso, tente dormir regularmente e adequadamente. A fadiga pode aumentar o estresse e o risco de outros resultados negativos.


Por último, tente ser paciente e realista ao adotar um novo cronograma. Manter uma nova rotina consistente, ainda mais quando o dia-a-dia está mudando rapidamente, significa que as coisas não serão perfeitas. Começar pequeno, com uma estrutura mais flexível, pode fazer a tarefa parecer menos complexa e mais viável. Envolva seus filhos no planejamento do aprendizado e do trabalho da família para ajudá-los a lidar melhor com mudanças inesperadas. E lembre-se de agendar pausas – para todos – ao longo do dia.

Posts recentes

Ver tudo
LOGO TIA MARLENE PNG.png